Skip to content

Tudo perdido

fevereiro 16, 2008

Todos somos maus.

Para o homem moderno, esta é uma verdade chocante, pois o homem moderno nega a doutrina do pecado original. Para ele, todo mundo é bom e inocente, e a maldade não vem das escolhas pessoais, mas de pressões impessoais.

Se um indivíduo é ladrão e assassino, explica o homem moderno, a falha foi da sociedade que o fez assim.

O homem moderno crê numa terceira lei de Newton sociológica: a sociedade injusta (ação) produz criminosos (reação).

O homem moderno é tolerante. Se o sujeito é um devasso, adúltero, pervertido, isto não é ruim. É da biologia humana, é algo bom.

Já o sentimento de culpa é, para o homem moderno, resultado de séculos de repressão moral da Igreja.

O homem moderno nasceu no Ocidente que se esqueceu de Cristo.

E o Ocidente sem Cristo está colapsando, seus valores estão se dissolvendo.

Sem valores, o Ocidente não pode subsistir contra os seus inimigos externos, e se volta contra si mesmo.

Qual a saída? O Ocidente precisa de uma Quaresma, precisa reconhecer seus pecados e buscar junto à cruz do Senhor, com humildade, a misericórdia de Deus e a conversão.

Se o Ocidente não voltar a trás, se o Ocidente continuar a chamar o bem de mal e o mal de bem, se não tiver coragem de enfrentar o relativismo e o politicamente correto, então tudo estará perdido.

No comments yet

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: