Skip to content

A Bíblia não é bíblica

outubro 28, 2011

Os protestantes afirmam que a Bíblia é a única regra de fé da Igreja, mas foi a Igreja, isto é fato, quem determinou quais são os livros que formam a Bíblia. A Bíblia não diz quantos livros entram em sua composição: se são sessenta e seis, como defendem os seguidores de Lutero, ou setenta e três, como ensina a Igreja. Isto já basta para refutar a “Sola Scriptura” protestante, pois é sempre necessário apelar para algum tipo de tradição extra-bíblica a fim de determinar o conteúdo bíblico.

O que a história demonstra é que primeiro veio a Igreja com a Tradição e, somente depois, bem depois, surgiu a preocupação de estabelecer uma lista dos livros inspirados nas igrejas locais. Ainda assim, não houve unanimidade: alguns concílios adotaram a lista mais curta, como a dos protestantes (seguindo o cânone judaico do início do século II), enquanto outros sancionaram a lista mais longa, que depois seria definida solenemente pela Igreja como normativa.

Se a “Sola Scriptura” fosse a doutrina dos primeiros cristãos, certamente os Apóstolos ou Nosso Senhor teriam transmitido um cânone fechado (ao menos para o Antigo Testamento) em algum Evangelho ou epístola, o que teria evitado qualquer discordância entre as igrejas locais.

No comments yet

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: