Skip to content

Existência cruciforme

maio 4, 2012

A Cruz de Nosso Senhor simboliza o paradoxo de toda existência criada: uma linha horizontal interceptada por uma linha vertical, imanência versus transcendência, morte e vida, o finito e o infinito. Em seus braços colidem o ser e o não-ser, bem e mal, santidade e pecado.

As coisas mais importantes sempre envolvem dois polos em constante tensão: livre-arbítrio e graça, tempo e eternidade, sofrimento e alegria. A Cruz é a força que impede a ruptura, o sinal da verdadeira fé e a inimiga de todas as heresias.

A Cruz abarca em suas duas amplitudes os extremos que definem nossa condição. Uma heresia surge quando os polos da verdade são separados e apenas um deles é aceito. A Cruz é católica, universal, adiciona, acolhe tudo e todos em sua extensão, une a humanidade num só corpo, aniquilando a inimizade entre Deus e o homem (Ef 2,14-16).

No comments yet

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: