Skip to content

Trindade inefável

maio 4, 2012

Deus é amor (1Jo 4,16).

O amor, tal como o experimentamos, é contraditório, exigindo ao mesmo tempo unidade e distinção:

Quem ama, ama outro.

Quem ama quer ser um com outro.

Quem ama quer que outro seja sempre outro.

Em Deus, e apenas em Deus, tal contradição é resolvida, unidade e distinção não se opõem: há um só Deus, há Três Pessoas Divinas.

Eis a dinâmica imutável da Trindade Santa: o Pai, que é fonte e princípio; o Filho, que é gerado e amado; o Espírito, que procede do Pai e do Filho, corrente eterna de amor entre ambos.

Ó mistério sublime, vida de Deus que ultrapassa infinitamente o nosso entendimento!

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: